Qualidade de Vida e o Alívio das Dores


É possível afirmar que por vezes, nos acostumamos com algumas dores e aceitamos a

situação para seguirmos em frente, acreditando ser apenas um incômodo passageiro.


Pense em uma situação repetida de dor que chega a incomodar, mas se assim permanecer e não impedir os passos, podemos continuar e alcançar o destino traçado.


Com o passar do tempo, esquecemos o motivo que nos leva a caminhar menos, e mais

grave ainda, passamos a acreditar que apenas não temos mais vontade de andar e podemos nos tornar menos felizes.


Incrível é descobrir a diferença que o alívio das dores proporciona em nossas vidas, em uma conquista diária, interferindo principalmente em nossa alegria e motivação para continuar conquistando. Conseguir aliviar a dor faz com que a o entusiasmo pela vida volte, o impulso de sorrir, brincar e desejar caminhar não apenas para o destino preciso, mas caminhar para outros lugares e ter novas experiências, redescobrindo a beleza.


É importante lembrar que nós temos a enorme responsabilidade em conquistar esse

novo olhar na vida, não há remédio, médico ou profissional que fará isso por nós, sem a nossa ajuda. Os profissionais da saúde são sim, muito importantes para que se alcance o alívio das dores, são capazes de mostrar o caminho e orientar com os conhecimentos que possuem, porém, cabe a cada um de nós o esforço e o desejo de mudar de hábitos para se alcançar esse objetivo. Mudar de hábitos significa, por exemplo, dormir e se alimentar corretamente, movimentar-se, praticar exercícios, cuidar da postura e se conhecer para que a transformação da rotina ocorra.


O alívio das dores é uma ilustrativa manifestação da melhoria da qualidade de vida, que conta com o esforço e o entusiasmo das pessoas para ser conquistado. A consciência da causa e da importância do incômodo motivam a busca para a solução de qualquer desfaio em nossas vidas. Nesse sentido, apresentamos uma reflexão sobre a prática de atividades de condicionamento físico, o Pilates mais especificamente, e o estímulo para uma vida melhor com o alívio da Dor Crônica, nos cuidados e benefícios que o método pode trazer às pessoas.


Pilates e a Dor Crônica: quais os cuidados e benefícios que o método pode trazer às pessoas.

Por Aline Bulhões Lima Especial.

Fisioterapeuta, instrutora de Pilates no VidAtiva-Movimento e Bem-estar,

Pós-graduanda em Fisioterapia Traumato Ortopédica e Desportiva

Atua na prática da fisioterapia com ênfase na área ortopédica.

A dor é definida pela IASP (International Association for the Studyo fPain) como uma experiência sensitiva e emocional desagradável associada ou relacionada à lesão real ou potencial dos tecidos. Quando aguda, serve de sinal de alerta e normalmente está relacionada aos processos inflamatórios, infecciosos e traumas. A dor permite que o indivíduo perceba que algo não vai bem e busque ajuda especializada. Em muitos casos, no entanto, a dor passa a ser crônica, ou seja, tem uma duração prolongada, geralmente de mais de seis meses, podendo durar anos. E ainda segundo a IASP uma em cada cinco pessoas sofrem de dor crônica.


Neste caso, a dor passou de um sinal de alerta para um processo mais complexo relacionado entre outros fatores à falta de alongamento, falta de força ou de resistência de determinados grupos musculares. Cada músculo no nosso corpo tem uma função, por exemplo, os músculos posturais que são aqueles que sustentam nosso esqueleto. Além disso, eles são também responsáveis por estabilizar nossas articulações. Quando estes não estão trabalhando adequadamente outros músculos assumem seu papel, porém normalmente sem as características necessárias para desenvolver a tarefa definida aos músculos posturais e são nessas situações de compensação, que começamos a sentir dor, o que resulta em desorganizações posturais e consequentemente dor prolongada.


E se tratando de uma dor crônica, ela gera no organismo um estresse que pode provocar um impacto físico, funcional e psicológico podendo até mesmo chegar à incapacidade deste indivíduo. Na investigação sobre a melhoria desse estado de dor, ênfase é dada à prática do Pilates, que traz benefícios na prevenção de lesões e no alívio das dores crônicas. Esses benefícios são revelados ao longo dessa atividade, na melhoria do condicionamento físico, da flexibilidade, do alinhamento postural, e, fundamentalmente no desenvolvimento da consciência corporal e a coordenação motora.

Os exercícios de Pilates desafiam os sistemas sensoriais responsáveis pelo equilíbrio e controle postural dinâmico (utilizado quando o corpo está em movimento), o que causa grande ativação da musculatura. E a função muscular tem uma íntima relação com o alinhamento postural e a amplitude de movimento. Dessa forma, um treinamento deve focar o desenvolvimento de uma habilidade comportamental necessária para promover mudanças no conhecimento e no comportamento dos indivíduos em relação aos seus hábitos e à sua saúde.


Neste sentido os benefícios do Pilates são inúmeros, entretanto, é importante que o praticante esteja sempre atento ao profissional que o acompanha, que deve orientá-lo no que diz respeito à qualidade e execução dos movimentos durante as aulas.


Além disso, a dor crônica deve ser tratada por uma equipe multidisciplinar, que conta com o acompanhamento médico e psicológico, o que é muito importante, pois a dor crônica pode acarretar alterações emocionais, como a ansiedade e a depressão.


Então ânimo! Busque um profissional capacitado e capaz de conhecer o seu perfil, que

te envolva na solução dos problemas, conversando e mostrando os caminhos para que

você possa alcançar a melhoria da qualidade de vida e o alívio das dores, uma vida feliz e saudável. Aprenda a se amar!


Destaques
Recentes

© 2017 por VidAtiva. Orgulhosamente criado por Galatium Publicidade